quinta-feira, março 02, 2006

Surpresa!


Olhem para eles tão amiguinhos! Antes de chegar à Índia (tal como Os Lusíadas) há que fazer uma escala. Os portugueses fizeram-na em Melinde, onde foram bem recebidos e fizeram muitos amiguitos. O Bush fê-la no Afeganistão, onde, pelos vistos, também tem alguns. No entanto, esta escala foi mantida em segredo até ao último momento (vá-se lá adivinhar) por questões de segurança! (Até dá vontade de rebolar a rir!) As tropas que se lixem (é como diz o outro: "Armemo-nos e vão!") agora o Mr. President como tem cú...tem medo! Como é óbvio, o mullah Abdullah Akhund disse que "Se a chegada do Presidente americano tivesse sido anunciada, os mujahideen talibãs tê-lo-iam recebido com rockets e ataques." (Mais uma barrigada de riso!) Depois disto tudo ainda houve tempo para umas trocas de galhardetes entre os dois presidentes: Bush considerou o exemplo afegão "inspirador" para todos os que "exigem liberdade" (Lindo!) e o colega Karzai, por seu lado, considerou Bush como "um grande amigo" e agradeceu a ajuda dos EUA na "reconstrução do país" e na "promoção da democracia" (ai que não aguento!). Por fim, o presidente americano elogiou os progressos no Afeganistão, saudando o facto de as "raparigas irem à escola", haver uma "imprensa livre" e uma "nova classe de empresários". São, de facto, inspiradores os exemplos destes dois arautos da liberdade e da democracia! Só que, apesar disto, nos últimos meses o Afeganistão assistiu ao aumento da violência. Segundo o director da agência de informações de defesa, o general Michael Maples, os ataques "aumentaram 20%", os atentados suicidas "quadruplicaram" e o "uso de bombas quase duplicou", explicou no Congresso.

3 comentários:

João Dias disse...

Esta cena faz lembrar o sketch do Gato Fedorento:
"Deixe -me fazer um 'felatio'."
"Não, por amor de Deus, eu que lhe vou fazer um 'felatio'."

Conclusão querem se comer um ao outro com falinhas mansas, eu sempre achei que o Bush jogava pela equipa "adversária"...

Golfinho disse...

Rui, e caros coexistentes, desculpem-me (podem apagar este comentário): FILHOS DA PUTA!

Rui Maio disse...

Caro golfinho:
as verdades são para ser ditas! Subscrevo inteiramente o comentário: FILHOS DA PUTA!