quinta-feira, março 09, 2006

Qual greve qual quê!

Façamos mas é como este professor em França! Aos 33 anos, e actualmente desempregado, tomou como reféns vinte alunos, um professor e um funcionário no liceu onde tinha leccionado há dois anos. Isto porque, aparentemente, queria reunir-se com o antigo ministro da educação mas logo por azar escolheu uma altura em que o homem está fora do país! Se a moda pega por estas bandas, o David Justino está f...! Em vez da greve às actividades não lectivas, os professores desempregados deviam era raptar as turmas dos professores que têm emprego e dar-lhes aulas até que os pais ou o ME pagassem o resgate!

3 comentários:

Pedro Morgado disse...

É capaz de ser um protesto um bocado exagerado, não?

Golfinho disse...

Caro Rui, infelizmente, algo semelhante ocorreu em Portugal quando o PM introduziu as alterações às regras de reforma e de saúde dos f. públicos, militares e forças policiais.
Houve alguns casos de suicidio, em especial junto dos polícias como forma de protesto.

Abraços a todos.

Rui Maio disse...

Penso que não seria muito exagerado! Como os alunos quase nunca têm vontade de trabalhar, assim eram obrigados a ter aulas até à exaustão! :D
Já estou a imaginar os pais: "Filho, tiveste más notas! Tenho que investir na tua educação. Por isso, vou pedir a um professor desempregado que te resgate e te obrigue a estudar!" LOL (ok ok eu sei! não tem piada nenhuma mas pelo menos tentei!)