domingo, junho 18, 2006

Ok a esquerda ganhou na Eslováquia mas...

...pode-se ler isto na notícia:

"A grande surpresa destas eleições foram os resultados da extrema-direita. O Partido Nacional Eslovaco (SNS), assumidamente anti-húngaro e anti-cigano, ficou em terceira posição no escrutínio, com 11,7 por cento dos votos (20 assentos parlamentares)."

Será que alternativa ao neoliberalismo está entre a esquerda e a xenofobia?
Estará a solução em simultâneo nos antípodas do espectro político?
Meus amigos comecem a dar corda ao cérebro, caso contrário a situação toma dimensões preocupantes. A ignorância no século XXI está a conquistar muito espaço, estamos em período de recessão intelectual...

10 comentários:

Pedro Corga disse...

Repetiste a expressão " dimensões preocupantes" em duas frases seguidas, meu caro... por isso a tua opinião não flui de modo convincente, o que lhe retira alguma credibilidade.

Aconselho-te vivamente um dicionário de sinónimos... quem te avisa, teu amigo é!

hehehehe :P

João Dias disse...

Está contentinho o poeta?
Raios ma partam estes pseudo intelectuais, ainda hei-de ter um filho/a e depois eu faço-te uma avaliaçãozinha...eheheheh
Quem é que ri agora???

Pedro Corga disse...

"a conquistar muito espaço"

Boa! "Assim está melhoring" hehehe

Your credibility is back, good sir!! ;) :P

Pedro Corga disse...

Meu caro, a vida é uma avaliação constante...

mmmm... e tantas opiniões ao domingo ao fim da manhã e eu é que sou pseudo-intelectual? hmmmm.... hahahahaha

Vai almoçar, preguiçoso!

pedro silva disse...

J.dias
a situação já está preocupante. esse país nem 20 anos tem, o estado do qual próvém foi estraçalhado na segunda guerra mundial pelos principais inspiradores dessa ideologia, e nem 20 anos após uma independencia feita como deve ser temos uma extrema direita com 11% dos votos.
Em portugal para lá caminhamos...

pedro silva disse...

Esqueci-me: espero que percebas melhor porque estou sempre a bater nesta tecla- os sinais estão todos aí...e toda a gente finge que não vê...

Max Spencer-Dohner disse...

Os senhore proliferam na Europa a uma velocidade assustadora...e o caso da Europa de Leste é paradigmático. Será o desenvolvimento de uma "bible belt" europeia assumidamente moralóide e racista?

cãorafeiro disse...

não me espanta minimamente.

a democracia nuncxa se consolidou na maioria dos países de leste, por uma simples razão:

o comunismo deu lugar ao neo-liberalismo predador.

os piores casos são a eslováquia e os países bálticos. as actuais elites deste país são pessoas na casa dos 30-40 anos, formadas em barda em universidades americanas no príncípio dos anos 90 e que aproveitaram o nicho deixado vago pelos comunistas, mas que ao tomar as rédeas de um governo nada sabiam da arte de governar senão os que aprenderam nas lavagens aos cérebro que os americanos lhes fizeram.

tratou-se de colonialismo intelectual.

a uma dependência, segui-se outra.

e a maioria dos problemas que o comunismo impedia de emregirem devido não só ao seu sistema repressivo, mas também à forma como mantinha as pessoas apartadas da vida pública, estão todos a aparecer, e a estes juntam-se os problemas fruto do estádio actual do sistema internacional.

Max Spencer-Dohner disse...

"Colonialismo Intelectual"

Nem mais, caro cão rafeiro...a expressão não podia ser mais certeira.

Joana Dias disse...

Cãorafeiro:
Nem de propósito, no outro dia estava a passar uma entrevista na rtp 2 (bem haja por esta réstia de serviço público de qualidade)ao Eduardo Lourenço - um velhote todo catita e muito inteligente na maneira como capta os pensares colectivos portugueses - e às tantas ele dizia precisamente que as pessoas ainda pensaram que a esquerda tinha triunfado após o 25 de Abril, mas era uma ilusão!
As pessoas de esquerda são uma minoria não só em Portugal como no mundo, uma minoria, segundo ele, essencial para certas conquistas importantes que hoje todos dão por garantidas.
Isto a propósito de teres dito que a democracia nunca se consolidou nos países de leste.
Isto porque considero que aqueles que mais contribuem para a democracia são os esquerdistas [dos bons ;)]!
Às vezes penso que ela não se consolidou bem em país nenhum, quanto mais em países de leste...

Seja como for, espero que nunca a percamos! Que é, no fundo, o que às vezes me assusta!