quarta-feira, junho 13, 2007

Mais uma vitória do Governo


Estamos perante o governo com maior capacidade de diminuir despesa, neste caso relato a capacidade de poupar em despesas de saúde. Imagine-se uma mulher de 51 anos que é doente e tem diversificados problemas de saúde e tem um SAP a 500 metros. Agora fechamos o SAP e mandamos essa pessoa num veiculo durante 50 quilómetros até Évora. Ora tudo somado temos uma morte, um SAP a menos, menos despesas de saúde, menos subsídios...uma gestão eficaz que nos permite morrer ou viver (para os que teimarem sobreviver) mais felizes.



P.S. De seguida espera-se um relatório científico em que o governo prova que a mulher ia morrer aos 490 metros e que logo o governo nada podia fazer...ou sejá está tudo bem.

3 comentários:

botadeelastico disse...

É o que dá fazer contas: n.º de habitantes por médico/hospital.
Esqueceram-se que a densidade populacional difere das ainda designadas "capitais de distrito" para pequenas aldeias, vilas e cidades cercadas de campos agrícolas (em exploração ou não), florestas (queimadas ou não), etc...

Nada de imprevisível, quando é de conhecimento públlico que os serviços de emergência médica no Alentejo (alto e baixo) conta com duas unidades móveis (lembro que há uns meses atrás houve outra história idêntica)

Hopes&Dreams disse...

Que ridículas foram as explicações do ministro, tentando fugir às responsabilidades: «Podia ter sido pior... caso o SAP estivesse a funcionar nas condições em que estava...»
Já não basta a desumanidade de verem as pessoas como números, ainda têm que insultar a nossa inteligência?

PS: Obrigado pelo link para o My Hopes

João Dias disse...

Pois esse tipo de justificações já começam a ser previsiveis no contexto da percentagem de barbaridades ditas por minitros. Aliás eu tentei antecipar a barbaridade, mas a minha era muito rigorosa.
Aliás acho curioso que um membro do Estado, responsável pela qualidade dos serviços do Estado, utilize como justificação que os serviços (também) da sua responsabilidade não prestam.
Ou seja ele disse:
"Sou incompetente, a mulher morreria de qualquer maneira. Pronto é tudo e podem ir para casa descansados."

P.S. De nada...estive a actualizar a lista de blogues e estava entre os que visitava mas não tinha linkado.