quinta-feira, fevereiro 01, 2007

Ser fundamentalista pela vida é ser contra Deus




Com o título do post já devo ter chamado a atenção a quem cá veio parar porque procurava as palavras coexistência ou humorítica no google.
A questão que levanto é que sinto um apelo tão pró-vida que sou contra Deus, sinto que todas as formas de vida por mais primitivas que sejam devem ter o direito à vida. Por isso e sendo que é indiscutível que foi Deus que criou o mundo e todos os seres, sinto-me também revoltado por este ter-nos sujeitado a termos de sobreviver à custa de cadáveres de outras formas de vida. Nutro também uma especial simpatia pela espécie denominado espermatozóide, e revolto-me contra Deus quando este, no seu plano de criação, determinou que tanto esperma havia de morrer e só um havia de fecundar o óvulo. E porque é que a mulher tem períodos férteis, já viram quantos óvulos morrem? Deus é um profeta da morte, sinto-me revoltado contra ele. Sou pró-vida, logo sou contra Deus.

14 comentários:

Golfinho disse...

Eu sou teísta agnóstico e sou pelo SIM :S

Nuno Guronsan disse...

Eu sou cristão e sou pelo SIM. E sim, já sei que vou ser excomungado. Paciência, se para isso o SIM tiver que ganhar, lá terá que ser...

Rui Maio disse...

já diziam os Monty Python: "Every sperm is useful, every sperm is good..."
Pobres criancinhas a serem abandonadas pelos pais! Se existisse aborto no filme já não teriam esse azar!

Macambúzia Jubilosa disse...

Dizia a minha mãe, que teve uma educação religiosa (coitada) que lhe ensinaram que a mestruação e as dores menstruais, eram castigo dado por deus a todas as mulheres, por Eva ter dado a maça envenenada a Adão.

Mas agora percebo que ter o período e dores menstruais, nada mais são que castigo divino por não fecundar, fecundar, fecundar, não procriar, procriar, procriar...

Portanto não digas uma coisa dessas, João.

Deus quer a vida e ama-nos muito, a gente é que abusa da nossa liberdade e portamo-nos muito mal...e ele castiga-nos por isso...

É como a Sida...é castigo de deus, por causa dos homossexuais que andam a usar mal os espermatozóides... É certo que nascem umas criancinhas já com ela e que nem tem tempo para saber o que é isso, mas isso não interessa nada. Alem disso somos todos irmãos e uns tem de pagar pelos outros. Chama-se a isso solidariedade na irmandade.

Esse genocidio massivo que é masturbação é castigado através...de todas as pessoa que morrem. Ou seja por cada espermatezoide morto, morre alguem. Acabe-se com a masturbação e teremos a fórmula da imortalidade.

Porque deus é grande e está em todo o lado. E pela vida, sempre pela vida.

Ass: Irmã Macambuzia

João Dias disse...

Antes demais devo dizer que se fez luz na minha mente, e aviso a todos os defensores do SIM que irão arder no inferno e serão obrigados a suportar imensas dores por serem más pessoas em vida (porque votaram SIM).

Golfinho:
Estás como a "Floriseca", um pouco confuso... Sim, percebo-te...quem segue religião por convicção individual, não é obrigado a ser mais uma ovelha.

Nuno:
Vou esquecer a má notícia que acreditas em Deus. Não ouvi..lálálá :-)
Não deves assitir a muitas homilias, caso contrário não estavas é vivo.

Rui.
Gosto do tipo de argumentação, sinto que também vais como eu acabar por aderir ao NÃO.
:-)

MJ:
Na na na, toda a gente sabe que as dores mentruais são castigo por se ser mulher, ser mulher é por si um pecado. Eva é a prova disso, devia ter sido logo queimada, a mulher assume hoje o papel de ser humano quando toda a gente sabe que ela foi criada para ser o receptaculo de um ser minúsculo do sexo masculino. Aliás assim que acabar de escrever isto vou ter de lavar as mãos sua...mulher.

Por outro lado os homossexuais são uma aberração, toda a gente sabe que gostar de meninos pequenos é natural, mas é contra-natura um homem adulto amar outro homem adulto.

A punição para a masturbação do homem é mais ligeira, visto que ele é o melhor ser à face da terra, logo apenas umas tendinites servem como castigo.

Golfinho disse...

Nada disso meu caro. Procura na Wikipédia o que é um teísta agnóstico, por favor.
Simplificando, é alguém que acredita num Deus, não nesse Deus biblico, um pai castigador. O meu Deus, p. exemplo é o Universo, melhor, algo que o criou. Só assim entendo o big bang.
Por outro lado, como agnóstico não sigo nenhuma religião.

Posso fazer uma pergunta ao Nuno Guronsan? És Cristão. Mas, pertences a alguma igreja? se fores católico, isso de certeza q sucede.
Não te esqueças dos princípios basicos do cristianismo: amai os outros como vos amais a vós próprios e que vim morrer por vocês para perdoar todos os vossos pecados, passados e futuros. Logo, o aborto apesar de pecado, está já perdoado.

João Dias disse...

Golfinho:
Quando me dirigia a ti, referia-me ao facto de seres a favor do SIM, ou seja não tens um espírito de rebanho, acreditas em algo, mas não constrois a tua crenças nos moldes das outras crenças.
Por outro lado quando falava de estares confuso, reafirmo-o, não porque o estejas na realidade mas porque ser ateísta agnóstico é assumir algo que se admite não poder provar.

P.S. Quando perguntei no teu blogue se era um jovem estava a ser irónico, eu queria satirizar o facto de dizeres que o BE não atraía jovens, perguntando se eu (simpatizante BE) era um jovem?

Golfinho disse...

essa do BE - que não sou contra - é uma ironia dirigida a uma pessoa que me visita todos os dias ;)
Fica lixada!

Nuno Guronsan disse...

Caro golfinho, se quiseres entrar na enorme explicação (quase tão grande como o Big Bang) do que é pecado na sociedade de hoje, com toda a certeza que te pago um copo de uma das grandes criações de Deus: uma Sagres fresquinha (ou a temperatura ambiente, tendo o fresco lá fora;)

Golfinho disse...

bora!

pedro disse...

João, primeiro que tudo, muito bom! Grande post eheheh

Quanto à punição para a masturbação são pêlos a crescerem nas mãos, tipo lobo.

Ah, eu também vou arder no Inferno. É pena é eu não acreditar que ele existe...

João Dias disse...

Pedro:
Obrigado.
Noto que estás bem informado...lamentavelmente nenhum de nós referiu a cegueira.
É pena que não acredites no inferno, quem acredita nessas coisas são pessoas, em geral, mais manipuláveis...e pessoas, em particular, mais do meu agrado. Muahahah

Pedro Morgado disse...

Eu sou pelo SIM! E que interessa a minha religião?

João Dias disse...

Olha quem ele é...
Pedro, não interessa muito na realidade, mas pelo bem estar fisíco de quem não segue neste capítulo as palavras do pastor, aconselho a não andar com nada inflamável...hehe.